Bem vindo ao Boletim Policial, o seu espaço de notícias voltado a Segurança.
Para colaborar com o site, envie a sua matéria para o e-mail: agnelo.lopes@ig.com.br


domingo, 2 de maio de 2010

Comando reforça policiamento militar para evitar novos ataques

A notícia de novos ataques de traficantes a policiais militares, semelhantes aos de setembro do ano passado, fez com que o Comando da Polícia Militar adotasse, desde a noite de sexta-feira, medidas emergenciais para garantir a segurança da tropa.


A ação preventiva foi adotada, segundo a Associação dos Praças da Policia Militar (Aspra), depois que a Casa Militar do Estado informou ao Comando, na noite de sexta- feira, que traficantes orquestravam ações contra os PMspara este final de semana, além da queima de ônibus.


O motivo seriam as prisões recentes de Averaldo Ferreira da Silva Filho, o Averaldinho, 21 anos, e Aquiles Alves Lima, 29, ambos ligados a Genilson Lino,o Perna, que cumpre pena em penitenciária federal. As informações foram adquiridas através de escutas telefônicas realizadas no Complexo Penitenciário de Salvador, na Mata Escura.


De acordo com policiais, guarnições que antes contavam com dois soldados, ontem, circularam com quatro e somente deixavam as unidades em comboio. O policiamento estático com veículos, conhecido como Alfa 18, foi suspenso temporariamente. Os módulos que ainda funcionam tiveram o policiamento reforçado, assim como em todas as companhias da capital e Região Metropolitana de Salvador (RMS).


Em Candeias e Simões Filho, os policiais que patrulham a pé foram aquartelados. Ainda ontem, soldados do Comando de Operações Especiais da PM (COE) foram colocados em prontidão para situações de risco, e policiais lotados no Núcleo de Inteligência, mesmo aqueles que estariam de folga, foram convocados ao trabalho às pressas.


PRECAUÇÃO


O alerta à corporação foi uma medida de segurança tomada para evitar que PMs fossem pegos de surpresa, como em setembro de 2009,quando três soldados ficaram feridos após dois ataques a módulos. Na ocasião, o governo tinha conhecimento de que integrantes da facção criminosa Comissão da Paz (CP) planejavam ataques, devido à transferência de Cláudio Campanha para uma penitenciária federal, mas o Comando- Geral não tinha sido informado.



“Estamos sob alerta. Desde a noite de sexta que patrulhamos somente em grupo, para evitar a situação do ano passado”, afirma o soldado Santos, da 40ª Companhia Independente, na Federação, se referindo aos ataques aos módulos de Pirajá e Uruguai, onde três colegas foram baleados por bandidos encapuzados. Segundo ele, desde ontem, a guarnição a qual é lotado foi reforçada.


“Até segunda ordem, a gente só sai agora em comboio”, disse. Duas equipes da 15ª Companhia Independente, em Itapuã, que preservavam a cena de um crime em Stella Maris, foram orientadas a não se separar.“É uma precaução do Comando para garantir a segurança da gente”, disse um dos PMs.


MEDIDAS


De acordo com o presidente da Associação dos Praças da Policia Militar, Marcos Prisco, a cúpula da PM se reuniu às presas na noite de sexta-feira para discutir as medidas a seremt omadas para proteger a corporação. Segundo ele, as recomendações da cúpula foram repassadas no mesmo dia pelos comandantes a todos soldados das unidades da capital e RMS.


Na última quarta, foram registrados 35 carros roubados. Há suspeita de que os carros serão usados nos ataques. No ano passado, três dias antes das investidas de 7 de setembro, foram roubados 29 carros. Alguns foram usados pelas quadrilhas”, disse. Prisco diz que a violência “só não está pior por conta da PM, mesmo com um dos piores salários do Brasil”


Segundo ele, na Bahia, um soldado ganha pouco mais de R$ 1,7 mil. Já em Sergipe, com arrecadação menor, um PM ganha R$ 3,2 mil. O Departamento de Comunicação da PM negou as ameças de ataques e informou que o reforço é por conta do Dia do Trabalho, da Parada Disney e do Ba-Vi, que acontecem neste final de semana.


Fonte:correiodabahia

Um comentário:

  1. tenho vontade de entrar na ctinga o que e precisso ?

    ResponderExcluir