Bem vindo ao Boletim Policial, o seu espaço de notícias voltado a Segurança.
Para colaborar com o site, envie a sua matéria para o e-mail: agnelo.lopes@ig.com.br


sexta-feira, 28 de maio de 2010

Apreendido armamento de bando de assaltantes


Duas metralhadoras - uma fabricada na Argentina e outra na Tchecoslováquia - um carregador de fuzil AR-15 e grande quantidade de munição foram apreendidos na localidade de Barra do Jacuípe, no Litoral Norte, por investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos. As armas e a munição estavam num imóvel de luxo, que servia de base operacional para a quadrilha do assaltante paulista Carlos Silva de Oliveira, o “Gordo”, capturado ontem (27), à noite, em Arembepe. Ao ser preso pela equipe da DRFR no condomínio Portal de Arembepe, “Gordo”, líder de uma quadrilha especializada em roubos a instituições financeiras e carros-fortes, indicou o local onde o bando guardava armamentos e materiais utilizados em assaltos.

Além das metralhadoras de fabricação estrangeira e do carregador para AR-15, os investigadores apreenderam em Barra do Jacuípe, cinco carregadores para metralhadora, 147 cartuchos de calibre 9 mm e oito para armas .40.
Havia ainda no imóvel, cilindros de gás, botijões, balança eletrônica, um cavador, uma ponteira, oito caixas de medicamento anestésico, três máscaras tipo brucutu, sete luvas, três rádios HTs, um roteador, duas CPUs e um saco plástico contendo cédulas de R$ 1,00. Às 15 horas de hoje (26), Carlos Silva de Oliveira e todo o material apreendido foram apresentados à imprensa, pelo delegado geral da Polícia Civil, Joselito Bispo da Silva. A diretora do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio, delegada Carmem Dolores Bitencourt, e o titular da DRFR, Antônio Cláudio Pereira de Oliveira, também participaram da apresentação do assaltante, no auditório da instituição, na Praça da Piedade. Reincidente Carlos Silva já tem passagens por delegacias do Rio de Janeiro, Sergipe e de São Paulo, por tráfico de drogas e assaltos a instituições financeiras.

Ao ser interrogado ele disse que agia na Bahia há cerca de oito meses e que o seu bando assaltou a agência do Banco do Brasil do município de Entre Rios, há dois meses. A quadrilha, que segundo ele tem ramificação em outros estados, é composta por 15 integrantes.
Autuado em flagrante por posse ilegal de arma e de munição de uso restrito pelo delegado Antônio Cláudio Pereira Oliveira, titular da DRFR, o assaltante está no xadrez do Complexo Policial da Baixa do Fiscal, à disposição da Justiça.

Fonte:SSP BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário