Bem vindo ao Boletim Policial, o seu espaço de notícias voltado a Segurança.
Para colaborar com o site, envie a sua matéria para o e-mail: agnelo.lopes@ig.com.br


sexta-feira, 3 de setembro de 2010

2 Materia: Tapiramutá:Assaltantes provocam terror, assaltam banco e fazem reféns

Pessoas são mantidas como refém próximo a agência bancária

Interior da agência do Bradesco em Tapiramutá

Depois do assalto, muitos populares se concentram em frente a agência

Cerca de seis bandidos fortemente armados, inclusive portando coletes à prova de balas, invadiram a cidade de Tapiramutá, na região de Jacobina, e assaltaram a agência do Bradesco.

Segundo informações do vice-prefeito da cidade, Marcio Correia, conhecido por Careca, seis bandidos chegaram numa Ranger e deram início a um assalto na agência do Bradesco. Três deles ficaram do lado de fora e três entraram na agência.

Os que ficaram do lado de fora atiravam para o alto, mas procuravam também atingir as portas das lojas comerciais e os fios de eletricidade. Enquanto isso, os outros três agiam dentro da agência, também atirando para assustar as cerca de 50 pessoas e funcionários que estavam dentro do banco.

A ação durou cerca de 45 minutos. Os bandidos fugiram com sacos de dinheiro por uma estrada vicinal em direção aos municípios de Utinga e Bonito. Não houve vítima. Contudo, os assaltantes levaram como reféns o gerente da agência (de nome Rodrigo), a caixa Mônica, e dois seguranças. Mais adiante, a cerca de 20 km da sede de Tapiramutá, eles libertaram os reféns.

Marcio Correia disse ainda que um verdadeiro clima de terror se estabeleceu na cidade de Tapiramutá no momento do assalto. “Os bandidos pegaram a população desprevenida e houve muito medo e correria”, narrou vice-prefeito, por telefone.

No momento do assalto, foi feito um cordão humano ao redor dos assaltantes para que a polícia não se aproximasse. Seis viaturas das Polícias Militar e Caesa logo começaram a perseguir a quadrilha. A polícia de toda a região também foi mobilizada.

Dia de Movimento - Segundo Marcio Correia, o município de Tapiramutá tem sua base econômica na pecuária de leite e corte, além de possuir fortes propriedades de plantio de café e feijão. Como a sexta-feira é o dia de maior movimento, os bandidos planejaram o assalto.

“Os proprietários vêm para fazer o pagamento dois funcionários das propriedades rurais, por isso o banco tem mais movimento”, informou o vice-prefeito à reportagem do portal Interior da Bahia.

Ele disse que não deu para avaliar o valor levado pelos bandidos, mas, pelo volume dos sacos, estima-se que o valor chegue a R$ 150 mil. (Texto e fotos: Jornal Gazeta da Chapada)

Fonte:Noticia Livre

Um comentário:

  1. E o funcionario Gabriel tbm foi levado de refem

    ResponderExcluir